VALORES E OBJETIVOS NA EDUCAÇÃO

4 11 2009

 

TODO MUNDO SABE COMO SOU VIDRADA EM LEITURA E EM FILOSOFIA.

NUMA DESSAS MINHAS DISTRAÇÕES ENCONTREI UM TEXTO MUITO BOM DE FILOSOFIA, DE DEMERVAL SAVIANI, GRANDE FILÓSOFO, GOSTO MUITO DOS LIVOS DELE E ESSE TEXTO TRADUZ A ESSÊNCIA DA PEDAGOGIA E PORQUE NÃO TAMBÉM DA ESPIRITUALIDADE: TRANSFORMAR AQUILO QUE É NAQUILO QUE DEVE SER?

SEGUE UM RESUMO DO TEXTO VALORES E OBJETIVOS NA EDUCAÇÃO.  É UMA SELEÇÃO DOS  PARÁGRAFOS MAIS SIGNIFICATIVOS DO CAPÍTULO.. ESPERO QUE GOSTEM.

ORA ET LABORA!

VALORES E OBJETIVOS NA EDUCAÇÃO

“ Torna-se necessário saber o que se visa com essa ação, ou seja, quais são seus objetivos. E determinar objetivos implica definir prioridades, decidir  sobre o que é válido e o que não é válido.”

 “ A palavra HOMEM significa exatamente aquele que avalia.”

 “Este caráter de dependência do homem se verifica inicialmente em relação à natureza ( entendemos por natureza tudo aquilo que existe independentemente da ação do homem)”.

 “ O homem tem necessidades que precisam ser satisfeitas e este fato levo à valorização e aos valores”

 “ Do ponto de vista da educação o que significa, então, promover o homem? Significa tornar o homem cada vez mais capaz de conhecer os elementos de sua situação para intervir nela transformando-a no sentido de uma ampliação da liberdade, da comunicação e colaboração entre os homens. Trata-se, pois de uma tarefa que deve ser realizada. Isso nos permite perceber a unção da valorização e dos valores na vida humana. Os valores indicam as expectativas, as aspirações que caracterizam o homem em seu esforço de transceder-se a si mesmo e à sua situação histórica; como tal marcam aquilo que deve ser, em contraposição àquilo que é. A valorização é o próprio esforço do homem em transformar o que é naquilo que deve ser. Essa distância entre o que é e o que deve ser constitui o próprio espaço vital da existência humana, com efeito, a coincidência total ente o ser e o dever ser, bem como a impossibilidade total dessa coincidência seriam igualmente relacionados; sem os valores, a valorização seria destituída de sentido; mas em contrapartida, sem valoração os valores não existiriam.”

 “ O caráter concreto da experiência axiológica nos permite substituir o conceito de hierarquia, tradicionalmente ligado a uma concepção rígida e estática ( pois, “ a sociedade sempre teve interesse em reificar certas hierarquias que correspondem mais aos interesses dos seus grupos privilegiados”) pelo conceito de prioridade, mais dinâmicos e flexível. Com efeito, a prioridade é ditada pelas condições da situação  existencial concreta  em que vivem o homem.”

 “ Indicando-nos aquilo que deve ser, os valores nos colocam diante do problema dos objetivos. Com efeito, um objetivo é exatamente aquilo que ainda não foi alcançado, mas que deve ser alcançado.

Os objetivos indicam os alvos da ação. (…) Se a valorização é o próprio esforço do homem em transformar o que é naquilo que deve ser, os objetivos sintetizam o esforço do homem em transformar o que deve ser naquilo que é.”

 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

 SAVIANI, D. Do senso comum à consciência filosófica.

 

 

About these ads

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: